Idioma

15 de dez de 2012

SONETO DE UM POETA

Escrevi recentemente um soneto que relata como é ser um poeta. Com versos sinceros tentei transmitir isso, numa conversa entre o poeta e sua musa inspiradora. Espero que todos entendam e gostem:




SONETO DE UM POETA


A cada folha branca
Uma nova confissão
Pode ser um rabisco
Ou uma bela emoção

A cada folha branca
Vejo o mundo diferente
Posso até estar sozinho
Mas nunca estou carente

Seu coração é como um livro fechado
Mesmo sem trancas está seguro
Por um fiel e certo príncipe encantado

O meu esta esperando a pessoa certa
Pode ser obscena, louca ou estranha
Mas que me aceite como um poeta

Um comentário:

  1. Muito bonito seu soneto, gostei de suas palavras..Da forma como escreveu...Percebe - se, que foi escrito por um eterno apaixonado.“Eu sou apaixonada, por Deus, pela vida e pelas pessoas ao meu redor...Ainda espero um amor verdadeiro, que me aceite como sou, verdadeira com as palavras, e que não aceita a injustiça, luto por um mundo melhor..“

    ResponderExcluir